Pages

domingo, fevereiro 10, 2008

O sabor da vitória

Ontem foi dia de treino na USP. Tirando a subida da rua do matão, os 18km foram num ritmo bem confortável.

Os quilômetros "a mais" que ainda não estou acostumada a correr, foram suficiente para refletir ontem a tarde em minhas pernas. Fiquei bem dolorida, mas hoje acordei já novinha em folha.

Agora a tendência é que os treinos fiquem com uma quilometragem maior, para o corpo acostumar "o tranco" dos 42,2 km que acontecerá daqui 105 dias.

Muitas pessoas vem me perguntar como dou conta para fazer tanta coisa e ainda tenho pique para treinar para a maratona. Passando na pele, digo que não é fácil. Madrugar TODOS os dias, trabalho, casa, filhos, marido... De verdade é complicado conciliar tudo. Não é possível manter todas as situações perfeitas, mas vamos moldando da melhor maneira possível.

É como o Henrique sempre me diz. "Jacke, quando você coloca uma coisa na cabeça, você não não muda o foco até atingir seu objetivo". Isso já vem da minha natureza. Sempre fui assim, para tudo e ele tem razão.

Confesso que quando decidi que queria fazer a maratona, decidi mais com a emoção do que com a razão. Se minha paixão pela corrida não tivesse afetado minha decisão e eu tivesse sido mais racional, uma maratona não teria entrado na minha lista de metas de 2008.

Mas a cada dia que passa, sinto que estou conseguindo vencer as dificuldades, sejam elas: o sono por não poder dormir muito, a preguiça de levantar cedo, as dores musculares de cada dia treino, o tempo que parece curto... Tudo isso é superado com a colaboração que começa desde casa, quando o Henrique cuida dos pequenos para que eu possa ir treinar, até as ótimas orientações que tenho recebido do prof. Wanderlei e da profª. Mônica, além do "apoio moral" que recebo dos amigos pessoais e "virtuais" através de mensagens que me dão cada vez mais coragem para não desistir.

O triunfo de concluir os 42,2 se aproxima a cada dia e embora eu vá "correr sozinha", a vitória não será apenas minha, mas de muitos que estão colaborando que isso seja concretizado.

OBRIGADA A TODOS E BONS TREINOS!

7 comentários:

Flavio Hernandes disse...

Oi, Jacke!!!
Foi muito bom ter te visto treinando n USP sabado! Tenho certeza que com sua dedicação e determinação, essa maratona vai ser fácil pra vc!
Bom, voltei a treinar tb. Espero estar em condições pra te acompanhar em POA!

Bjs!!

Wladimir Azevedo disse...

É isso ai... foco, foco, foco... e muito pensamento positivo, pois como diz Nuno Cobra, você é o que você pensa que é !!!

Abraços e parabéns...

Jorge disse...

-------\\\\|/-------
------(@@)-------
-ooO--(_)--Ooo—
Olá Jackeline, bom dia, parabéns pelo treino na USP e parabéns pela sua determinação espero que muitas pessoas se inspire em vc e começa a correr. Outra coisa sobre o que vc falou de suas pernas doloridas depois dos treinos eu indico que depois dos alongamentos ou que vc passe gelo que é um bom antiflamatório natural ou que vc adquire gel para massagens as suas pernas vão agradecer muito eu faço isso depois dos treinos longos.
Desejo a vc uma boa semana e com bons treinos.
Um abraço,
JORGE

Nilton disse...

A Maratona tão sonhada, pode ser apenas a ponta do iceberg, porque depois, sempre vem a vontade de melhorar, ir mais longe, seguindo por caminhos ainda desconhecidos que a corrida, o grupo e as provas podem nos levar.
Em 2009 tem a Maratona de Nova York e vc pode estar lá junto para comemorar mais uma vitória ...
Depois de cada prova, o fim, representa o início de uma outra ...

Bjos !!!

José Capela disse...

Boas, Jacke

Fazer uma maratona é sublime, vale todos os esforços!!!

E nunca te esqueças, que: Pior que não cumprir os objectivos é não ter objectivos!

Beijokas

José Capela

Thiago Rolemberg disse...

Oi Jacke!
É isso aí, não desista não! Lembre-se que se tornará maratonista antes do ogro aqui! hehehe
Sabadão estava empolgada hein, puxando pacas!!! Assim vai longe. A Maria Zeferina Baldaia que se cuide! rsrsrs
Ah, em qual dos itens na área de personalização do blog eu colo aquela senha que o google analitics fornece?

Bjs
Thiago

Anônimo disse...

Oi Jacke,
Mais importante do que a maratona, mais gostoso do que correr e completar a maratona, é treinar para a maratona...!!! Treine com prazer, sem cobranças, curtindo (e também aprimorando) sua postura, suas passadas, sua respiração. O tempo, nesse processo, é secundário: que diferença faz se vc. terminar com alguns minutos a menos ou a mais? Nenhuma. Vale o prazer de correr.